content
 

Interrupção Não Programada Abastecimento Água: S. Cosme - 19 de Outubro de 2017 (clique para ler o aviso completo)

 

     Interrupção Programada Abastecimento Água: RIO TINTO - 19 outubro || S. PEDRO DA COVA - 20 outubro (clique para ler o aviso completo)     
AdG Reabilita Coletor de Saneamento com Recurso a Tecnologia Inovadora

AdG Reabilita Coletor de Saneamento com Recurso a Tecnologia Inovadora

 
No final de 2016 a AdG procedeu à reabilitação do coletor de saneamento, suspenso sob o tabuleiro do Viaduto de Santa Helena (passagem superior à A43).
 
 
 
 
Essa infraestrutura, em FFD (Ferro Fundido Dúctil) e com cerca de 74m de extensão, encontrava-se fora de serviço desde 2013, em resultado de uma inspeção vídeo ao seu interior ter detetado a existência de roturas.
 
Desde então, tinha sido colocada, como solução provisória, uma tubagem em PRV (PVC Corrugado) sobre o referido viaduto.
 
Em finais de 2016, e após análise de várias opções, foi concertada a reabilitação do coletor original, por recurso a uma técnica ainda pouco usada em Portugal, designada por método CIPP - Cured In Place Pipe, que é um processo inovador de reabilitação de tubagens pelo seu interior, sem abertura de valas e com impacto muito reduzido ao nível da população.
 
Para a realização desta intervenção a AdG contratou uma empresa especializada e com vasta experiência neste domínio.
Assim, e de acordo com a estratégia delineada e após a realização de alguns trabalhos preliminares, no dia 2 de dezembro de 2016 teve então lugar a intervenção de instalação de manga no interior da tubagem de FFD, insuflada com pressão de ar e impregnada com resina. Após o processo de cura da resina, a manga aderiu completamente às paredes do coletor existente sendo resistente e adequada ao escoamento.
 
Para a realização da intervenção, foram necessários no local diversas viaturas, materiais e equipamentos, ao longo de uma vasta área de trabalho, mas sem causar impacto na normal circulação de viaturas na Rua de Santa Helena e na A43.
 
Os trabalhos preparatórios para a execução da obra consistiram nomeadamente na limpeza do coletor; inspeção vídeo da tubagem antiga; estruturação do coletor com chapas metálicas e aplicação da manga resistente (manga calibre de polietileno), a qual teve como função não permitir a expansão da manga de fibras, colocada no final desta operação.
O resultado final foi um revestimento uniforme com a superfície revestida em Feltro de Poliéster reforçado com fibra de vidro impregnada em resina epoxy, que lhe conferiu um acabamento com muito baixo coeficiente de rugosidade, melhorando assim o escoamento.
 
A intervenção teve uma duração total de 10 horas e, no final, foi realizada uma última inspeção vídeo para certificação da boa execução do trabalho.
 
Em conclusão, podemos afirmar que a reabilitação da nossa infraestrutura foi inteiramente conseguida, e que a aplicação do método CIPP constitui uma excelente alternativa para a reabilitação de tubagens, sempre que existam fortes condicionantes à utilização das soluções tradicionais, que exigem abertura de valas, e que causam grandes impactos ao nível dos pavimentos e do trânsito, bem como incomodidades às populações mais diretamente afetadas.
VEJA TAMBÉM:
DISTINÇÕES